Merlin Properties estreia-se na Bolsa Portuguesa

Amanhã, dia 15 de Janeiro, Merlin Properties, o maior REIT Espanhol começa a ser negociado na Bolsa Portuguesa. Merlin Properties é uma SOCIMI já falada aqui. Merlin vai entrar na Bolsa em regime de SOCIMI e não de SIGI. Não existem grandes diferenças entre a lei de SIGI e SOCIMI, na verdade toda a discussão para a votação da lei de SIGI esteve sempre muito baseada nas leis e exemplos do país vizinho Espanha e portanto, podemos suspeitar que a decisão de colocar uma SOCIMI a ser negociado na Bolsa Portuguesa será para aproveitar o positivismos que Bolsa e Mercado Imobiliário Português vivem no momento. Para além disso não pode ser esquecido que Merlin Properties, REIT de Espanha, tem imóveis em Portugal (a maioria dos Reits da Europa permite investir em imóveis em vários países da Comunidade Europeia). Única diferença para o investidor português é a nível da tributação. Se Merlin tivesse entrado como SIGI a tributação seria de 28%, entrando como SOCIMI a tributação será pela lei espanhola considerando o investidor português um não residente, ou seja, será tributado de 19%.

Diferenças e semelhanças entre SOCIMI (Espanha) e SIGI (Portugal)

Desejo a Merlin Properties muito sucesso no mercado Português porque para além de ser maior REIT espanhol  foi também uma empresa que desde o primeiro momento apoiou este site e a divulgação gratuita e isenta de informação para os investidores de REITS’s.

2 comentários em “Merlin Properties estreia-se na Bolsa Portuguesa

  • 14 de fevereiro de 2020 em 10:50
    Permalink

    Anabela,
    Você saberia informar sobre os custos operacionais (corretagem, custódia, etc.) para operar no mercado de REITs em Portugal (para não residentes)?
    Obrigado

    Resposta
    • 14 de fevereiro de 2020 em 23:08
      Permalink

      Em 2019 quando eu contatei algumas corretoras que operam em Portugal, a resposta que tive da maioria era que ainda não tinha previsões para ter nas suas plataformas REIts. Vários motivos: foco diferente e em especial porque a lei ainda não estava totalmente definida e ainda não existia primeiro REIT. Eles teriam ainda de avaliar custos e claro, lucros dessas operações. Estou aguardando primeiro REIT para voltar a questionar todas as corretoras custos. Quando souber informo. Lembrando que está tudo começando 😉

      Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

%d blogueiros gostam disto: